15 escritores do norte, nordeste e centro-oeste para conhecer

julho 23, 2020


Esta é uma curadoria feita pela equipe do blog (Maria Ferreira, Mayra Guanaes, Arman Neto e William Alves) . Aqui queremos apresentar escritores dos mais diversos gêneros e expressões artísticas que são das regiões norte, nordeste e centro-oeste. Sabemos que escritores das regiões sul e sudeste são mais divulgados e consequentemente, conhecidos, mas com essa lista queremos mostrar que há muitas pessoas talentosas em outros lugares do Brasil, só falta termos interesse em conhecer.

Paloma Franca Amorim
Paloma Franca Amorim é escritora, dramaturga, poeta, sambista e ilustradora, Paloma Franca Amorim nasceu em Belém, no Pará, e se mudou aos dezoito anos para São Paulo. Autora do livro de crônicas e contos Eu preferia ter perdido um olho, é também cronista do Opera Mundi e apresentadora do podcast Terceira Margem da História juntamente com a Cris Paiva. Já teve seus textos publicados na Folha de São Paulo, no Chime Zine, da Gucci, no Huffpost Brasil e no jornal paraense O Liberal.
Paloma está no Twitter, no Instagram e no Facebook.


Miró da Muribeca
Miró da Muribeca, pseudônimo de João Flávio Cordeiro da Silva, é um poeta pernambucano conhecido como o poeta das ruas que em agosto de dois mil e vinte completará sessenta anos. É autor de diversos livros, como Miró até agora e O penúltimo olhar sobre as coisas.
Acompanhe o poeta pelo Instagram e pelo Facebook

Evanilton Gonçalves
Evanilton Gonçalves é de Salvador, Bahia. É graduado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia e mestre em Língua e Cultura pela mesma instituição. Autor do livro Pensamentos supérfluos: coisas que desaprendi, teve textos publicados no Jornal da Tarde, na revista Desenredos e Subversa e no Blog da Companhia. 
Acompanhe no Instagram e no Facebook.

Julie Dorrico
Julie Dorrico nasceu nas terras da cachoeira pequena, mais conhecida como Guajará-Mirim, oeste de Rondônia. Descendente do povo macuxi, é também doutoranda em Teoria da Literatura do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUCRS. Autora de Eu sou macuxi e outras histórias, também ajudou a organizar o livro Literatura indígena brasileira contemporânea: criação, crítica e recepção. É uma das idealizadoras do Leia Mulheres Indígenas. 
Acompanhe pelo Instagram e Facebook

Débora Gil Pantaleão
Débora Gil Pantaleão nasceu em João Pessoa, Paraíba. Além de escritora, é professora, editora e doutoranda em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. É autora de livros como Se eu tivesse alma, de poesia e Causa morte, de prosa, dentre outros. Seu livro mais recente, Repito coisas que não lembro foi publicado pela Escaleras, de onde também é editora. 
Acompanhe pelo Twitter, Instagram e Facebook.

Nina Ferreira
Nina Ferreira nasceu em 1990 no Distrito Federal, onde viveu até 2017 quando mudou-se para São Paulo. É compositora, poeta, artista visual e livre pesquisadora de imagens e questões relativas à diáspora negra e aos feminismos. Estudou anarquismos e é convergente de quilombagens LGBTI+. Atualmente trabalha como educadora e na produção de materiais pedagógicos; é candomblecista, estuda medicinas tradicionais e o cultivo da vida vegetal; se aventura nos universos da ilustração e da música popular. Faz parte do coletivo Fissura, escrevendo textos sobre mulheres artistas e confabulando para a equidade. pérola marrom foi publicado pela Padê Editorial. 
Acompanhe Nina no Instagram e no Facebook.

Kati Souto
Kati Souto é de Goiás. Poetiza não-binária, transita entre um hip hop urbano e o funk. Sua poesia é quase pornô, mas de um modo sensual, ainda que clássica e tradicional em certos momentos. Publicou o livro de poesias Escura.Noite em 2019 pela Padê editorial.
Está no Instagram.

Tati Carolli
Tati Carolli é de Taguatinga, no Distrito Federal. É atriz, poeta, zineira e performer. Flores em Coração Cerrado é seu primeiro livro publicado pela Padê editorial. Desde 2018 busca se expressar por foto-performances, uma forma de também fazer poesia explorando a arte poética.
Está no Instagram: 

Kika Sena
Kika Sena é mulher trans e travesti periférica. Performer, pesquisadora e poeta, publicou seus livros Periférica e Marítima pela Padê editorial. É integrante da Coletiva Teatral Es Tetetas. Suas performances são marcadas pela força de sua expressão corporal e seu modo cru de se expressar. Sua escrita é uma ode contra o clichê.
Conheça seu blog Sereia Vulcânica e acompanhe pelo Instagram.

Diana Salu
Diana Salu é quadrinista designer gráfica, ilustradora e quadrinista brasiliense. Autora de várias HQs, publicou pela Mês Editora O aguardado, Política é relação, Maré ou pequenos barcos não devem se afastar demais da margem e Cartas para ninguém (que mistura poesia, quadrinhos e ilustrações enquanto debate a sociedade e gênero). Este último publicado pela Padê editorial.
Acompanhe pelo Instagram.

Socorro Lira
Maria do Socorro Pereira nasceu na zona rural de Brejo do Cruz, no sertão da Paraíba. É uma cantora, produtora cultural, violonista e compositora de música popular brasileira. Autora de livros de gêneros distintos, tais como poesia, romance, conto. Suas duas últimas publicações são: Falar dos Meus Amores Invisíveis, pela editora Carpe Librum e Da perspectiva das orquídeas, pela editora Patuá.
Conheça o site da autora.

Roberta Tavares
Roberta Tavares vive em Belém, mas suas raízes mais profundas estão no interior da Amazônia, nas áreas quilombolas do baixo rio Bujaru, na margem do igarapé Cravo. É poeta e ativista cultural, Roberta Tavares co-organiza o Sarau do Povo da Noite. Como poeta, publicou o zine Mulheres de Fogo e tem um livro na gaveta esperando publicação.

Lia Minapoty Aripunãguá 
Lia Minapoty Aripunãguá é nascida na aldeia Yãbetue'y, nas margens do rio Abacaxi. A escritora amazonense Lia Minapoty é uma das jovens lideranças do povo maraguá. É autora de Com a noite veio o sono, pela editora Leya, A árvores carne e outros sonhos, pela Tordesilhinhas e também participou de Nós: uma antologia de literatura indígena, publicado pela Companhia das Letras.

Márcia Kambeba
Márcia Kambeba nasceu na aldeia Belém do Solimões, no Alto Solimões, estado do Amazonas. É mestre em geografia, poeta, música e escritora. Autora dos livros Ay Kakyri Tama - Eu moro na cidade, pela Pólen e O lugar do saber, pela Casa Leiria.

Rita Santana
Rita Santana nasceu em Ilhéus, na Bahia. É escritora, atriz e professora. Suas publicações individuais incluem: Tramela, Tratado das Veias e Alforrias.

Bell Puã
Bell Puã nasceu em Recife. É historiadora e poeta, autora dos livros É que dei o perdido na razão (2018) e Lutar é crime (2019). Em 2017 foi vencedora do Campeonato Nacional de Poesia Falada - SLAM BR 2017 e em 2018 representou o Brasil na Poetry Slam World Cup, em Paris. Também faz parte dos coletivos Slam das Minas PE e  Coletivo Afronte. 
Acompanhe pelo Instagram 

Jeovânia Pinheiro
Jeovânia Pinheiro é poeta e amante do conhecimento. Mestre em Filosofia pela UFPB, aluna especial no Doutorado em Literatura da UFPB. Trabalha como professora de filosofia SEE/PB. Lançou em 2017 minha primeira obra, Palavras Poéticas, pela editora Ixtlan, São Paulo. Este ano lançará o livro Poeticamente Entre Versos & Bocas, pela editora Ixtlan, A-M-O-R pela editora Sangria e organiza a coletânea de poesias e contos O Livro das Marias, que será lançada no II Mulherio das Letras, em Natal/RN, em novembro de 2019.  
Acompanhe pelo Instagram.


Luna Vitrolira
Luna Vitrolira nasceu em Recife, é poeta declamadora, cantora, atriz, performer, arte educadora, professora de literatura brasileira, pesquisadora de literatura oral, produtora e idealizadora dos projetos de circulação nacional “Estados em Poesia”, “De Repente uma Glosa” e “Mulheres de Repente”. Desde que iniciou a carreira, a artista vem se apresentando em importantes eventos e festivais literários por todo Brasil como: a Balada Literária (SP), Festipoa Literária (RS), CLISERTÃO, Festival Internacional de Poesia do Recife, Jornada Literária Portal do Sertão, e Bienal do Livro de Pernambuco (PE). Vencedora da 6ª Recitata, e do Festival de Literatura A Letra e A Voz. Lançou o seu primeiro livro “Aquenda o amor às vezes é isso”, pelo selo LIVRE, de Marcelino Freire, e no segundo semestre lançará seu primeiro disco poético e musical, homônimo, produzido pelo pianista Amaro Freitas.  A Acompanhe pelo Instagram e pelo seu site.

Deise Oliveira
Deise Oliveira é poeta do Recôncavo baiano, autora dos livros Eu sou Melancolia, Sensualidade e Timidez e Vísceras, Hemorragias e Refluxos
Apoie o trabalho dela aqui, e acompanhe suas redes sociais aqui, aqui.

Wuldson Marcelo
Wuldson Marcelo é do Mato Grosso. Corintiano apaixonado por literatura e cinema. Possui mestrado em Estudos de Cultura Contemporânea e graduação em Filosofia (ambos pela UFMT). É autor dos livros de contos “Subterfúgios urbanos” (2013, Editora Multifoco: RJ), "Obscuro-shi: contos e desencontros em qualquer cidade" (2016, Carlini e Caniato: MT) e do infanto-juvenil “As luzes que atravessam o pomar e outros contos” (2018, Carlini e Caniato: MT). Escreveu e dirigiu os curtas-metragens "Se acaso a tempestade fosse nossa amiga, eu me casaria com você" (2015) e "A garota que existiu dentro de um mistério" (em pós-produção). Compõe a equipe de editores do site Ruído Manifesto
Acompanhe pelo Facebook.

You Might Also Like

19 comentários

  1. Aaaaah que curadoria maravilhosaaaaa 😍😍😍
    Desde o ano passado venho priorizando a leitura de escritores pretes e depois de participar da pretatona, comecei a ler mais autores brasileiros de diversos estados.. E essa curadoria vai ser maravilhosa pra esse processo!
    Muito obrigada 🖤

    ResponderExcluir
  2. Eu amei!!! Feliz de ver vários nomes dessa regiões e que muitas vezes são tão invisibilizados. Fiquei muito feliz de ver o nome de Débora Gil, que eu conheço e tenho profunda admiração. Vou salvar este post! Parabéns pela curadoria!

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei as indicações, uma curadoria de qualidade!!! Desde que comecei a ler eu me pegava lendo só autores americanos e europeus, percebi a problemática disso com a Chimamanda, desde então procuro sempre leituras que fujam da minha bolha, então esse post é ouro!

    ResponderExcluir
  4. Quantas indicações maravilhosas,super importante sair da bolha do Sul,eu como baiana recomendo a todos autores daqui como Anderson Chon,Dayane Tosta,Maria Luiza Maia e muitos outros

    ResponderExcluir
  5. Esse poste/curadoria está incrível, repleto de indicações importantes!!Aliás, Nina Ferreira deveria receber a visibilidade que merece. Sinto, que há grandes vozes ecoando nesse país porém por serem pretas e de regiões consideradas marginalizadas não recebem a notoriedade que deveriam. Esse poste é um serviço essencial.

    ResponderExcluir
  6. Que exploremos toda a diversidade criativa que temos acesso!

    ResponderExcluir
  7. Que exploremos toda a diversidade criativa que temos acesso!

    ResponderExcluir
  8. Que legal as suas indicações! Conheci o Evanilton Gonçalves no início deste ano. Ah, e sempre indico o Matheus Peleteiro, daqui de Salvador também!

    ResponderExcluir
  9. olha,estou até envergonhada por não conhecer nenhuma dessas personalidades antes, mas grande oportunidade para acompanhá-las agora. obrigada por isso 💖

    ResponderExcluir
  10. olha,estou até envergonhada por não conhecer nenhuma dessas personalidades antes, mas grande oportunidade para acompanhá-las agora. obrigada por isso 💖

    ResponderExcluir
  11. Amei essas indicações! Anotei vários nomes para pesquisar e ler! O Brasil é gigante demais e sua arte maior ainda! Obrigada!

    ResponderExcluir
  12. Jaíne Muniz30 julho, 2020

    Importantíssima curadoria! Precisamos descentralizar o sudeste pra conseguirmos enxergar nosso Brasil por inteiro.

    ResponderExcluir
  13. Uaaau!
    Quantos autores interessantes!
    Já vou lá no instagram conhecê-los!
    Obrigada pelas dicas, eu estava mesmo procurando novos autores para ler <3
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Miró, Bell Puã e Luna são aqui de Recife. Que massa que você ta usando esse espaço pra divulgar escritores de fora do eixo sul-sudeste. E são grandes escritores. Se for na mesma pegada, tenho certeza que as outras indicações são tão boas quanto os meus daqui.

    ResponderExcluir
  15. Bárbara Grangeiro Leal31 julho, 2020

    Que curadoria maravilhosa!!! Sou do Ceará e é um negócio bem complicado mesmo tentar ler autores fora do eixo sul-sudeste, simplesmente pq a gente fica perdida, não sabe nem por onde começar, não tem divulgação de autores do Amazonas, do RN... Ótima iniciativa, espero que façam outros posts parecidos.

    ResponderExcluir
  16. Aaaaa eu amei as indicações! Muito, muito obrigada! xD

    ResponderExcluir
  17. Ahhhh que curadoria impecável!!! Sempre usando seu espaço para dar voz aos mais diversos autores. Posso agora até criar uma sub-seção nacional e ter certeza que já li um pouco de cada canto do nosso país.
    Amei amei amei <3

    ResponderExcluir
  18. Só digo uma coisa: OBRIGADO! Eu realmente tenho dificuldade em achar autores dessa região né essa curadoria ajudou e muito!

    ResponderExcluir
  19. Só digo uma coisa: OBRIGADO! Eu realmente tenho dificuldade em achar autores dessa região né essa curadoria ajudou e muito!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e vamos conversar!

Seguidores GFC

Total de visualizações