Não tá fácil pra ninguém- Andrew Tsyaston

novembro 25, 2019


Por Mayra Guanaes
Não tá fácil para ninguém começa com a Vida acordando Shen, o protagonista. Ele gostaria de beber um café, mas a Vida não o permite. A Vida é um dos personagens deste livro de quadrinhos bem como o Cérebro, que prefere guardar curiosidades e coisas inúteis ao invés de guardar coisas importantes.

Há também o personagem Sucesso que diz ao Shen que ele nunca poderá alcançá-lo. Se identificou? É porque Não tá fácil pra ninguém. Não está fácil para o protagonista, nem para você, nem para mim, nem pra ninguém. A partir desta perspectiva acompanhamos o protagonista lidando com várias questões de seu difícil cotidiano. E estas questões aparecem como personagens: além da Vida, do Cérebro, do Sucesso, conhecemos os personagens Problema, Sono, Pessimismo, Otimismo, Amor, Ansiedade, Lógica, Raiva, Tristeza etc. Assim, muitas das nossas emoções diante da vida e do mundo que está ao nosso redor aparecem personificadas.

Não tá fácil pra ninguém é uma coletânea de tiras que a princípio eram publicadas por Andrew Tsyaston apenas na internet na página Shen Comix. Depois ganhou uma edição em livro nos Estados Unidos e em 2019 chegou ao Brasil com a tradução de Lígia Azevedo pela Editora Seguinte.

A passagem para a vida adulta é sempre dura por causa do aumento das nossas responsabilidades, por isso, é difícil não se identificar com este livro. Na orelha desta edição está escrito que um dos assuntos discutidos em suas páginas é a masculinidade tóxica. Discordo, entretanto, que este seja um dos focos do livro. Me parece que as emoções descritas e discutidas aqui, em pequena ou grande medida, fazem parte da vida de todos seres humanos. Não está fácil para as mulheres também.
Eu recomendo a leitura de Não tá fácil pra ninguém porque é um livro divertido mas também interessante para pensarmos sobre as nossas emoções e em como muitas vezes elas alteram a nossa percepção da realidade. Aparentemente, o protagonista do livro nunca atende às expectativas da sociedade, mas seria razoável nos questionarmos: será mesmo que devemos sempre atender as expectativas? Será mesmo possível sempre estar dentro das expectativas? A resposta me parece ser: Não. Mas sempre sou lembrada destas questões quando estou dentro do consultório de psicanálise.

Apesar deste texto ser uma resenha literária, vale dizer: É importante nos atentarmos aos nossos sentimentos e as nossas emoções. Se você se sente triste e desmotivado diante da vida com muita frequência, é melhor buscar ajuda psicológica. Digo isso porque me pareceu curioso que este livro discuta questões emocionais, mas não mencione que muitos dos nossos problemas podem ter soluções e que muitas vezes é preciso buscar ajuda. É por isso que existem campanhas como o Setembro Amarelo. Aliás, falando aqui como professora: este livro é muito bom para ser discutido nesta época e em todas as outras. É um livro sensível, mas contundente na temática, um ótimo ponto de partida. Quem nunca se sentiu mal?

Em uma sociedade que produz cada vez mais pessoas depressivas, ansiosas e com baixa autoestima, este livro aparece como um reflexo bem-humorado para nos ajudar a pensar sobre os nossos problemas. Muitas vezes parece que a vida não está fácil, mas este livro é claro na mensagem, vamos nos tranquilizar, não é só com você, na verdade…Não tá fácil pra ninguém. Leia este livro, converse e busque ajuda sempre que precisar.

Caso tenha interesse, compre o livro por aqui:


You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário e vamos conversar!

Seguidores GFC

Total de visualizações