Arroz- AlePresser

março 19, 2019


Arroz é uma História em Quadrinhos que é narrada em primeira pessoa por Melina, a personagem principal. Ela tem 26 anos, mora sozinha e é solteira. Em sua apresentação, conhecemos uma Melina que gosta mais de ouvir do que falar e entendemos sua teoria de que ela, sua vida, sua atuação no mundo pode ser facilmente comparada a atuação do arroz em um prato feito.

Melina trabalha como vendedora em um livraria e gosta muito do que faz. Ler, naturalmente, é um de seus passatempos favoritos e por isso consegue falar com propriedade sobre os livros para os clientes que a procuram na livraria. Então, para quem gosta de ler, a identificação com a Melina vai ser imediata, que vez por outra tem que doar livros só para ter espaço na estante para comprar mais. Quem nunca?

Amanda é o oposto de Melina: falante, desinibida, segura, cheia de amigos, frequenta festas, questiona comportamentos machistas. Tem 25 anos e é professora de inglês. É do tipo que é presente nas redes sociais. Suas vidas se cruzam quando Amanda fica responsável por comprar de presente de aniversário um livro de Neil Gaiaman para um de seus amigos e é aí que ela vai na livraria em que Melina trabalha e é atendida por ela. Seu primeiro pensamento é de que Melina é uma gracinha e, desinibida como é, não sente vergonha de demonstrar seus pensamentos.

Nessa ocasião da compra do livro, Amanda convida Melina para conversarem fora da livraria, mas esta última não acredita que seja tão interessante a este ponto e dá uma desculpa qualquer. Mas um dia Melina recebe uma proposta de emprego dos seus sonhos, está tão nervosa e insegura que não sabe o que fazer direito. É nesse dia que, com a ajuda prática de uma a permissão de ser ajudada da outra, nasce uma amizade verdadeira entre as duas.
Fonte: Site AlePresser
Então, Arroz é uma HQ que fala sobre amizades, sobre tipos de pessoas, e principalmente sobre respeito às escolhas individuais de cada um. Amanda é bi, Melina é hétero e isso não impede em nada uma amizade verdadeira entre elas.

Este trabalho da AlePresser é uma publicação independente e não deixa em nada a desejar em qualidade e beleza. Seu traço é muito bonito. Amanda ser negra não é uma questão na história e também não acho que deveria ser, por isso mesmo gostaria de destacar essa naturalização da pessoa negra, além disso, há uma representação positiva sobre ela. Que cada vez mais possamos ver histórias com personagens negros bem representados e que não fale só sobre questões raciais, afinal, somos seres múltiplos, temos múltiplas vivências e nossas vidas não devem ser só pautadas pelo racismo.

Para conhecer mais sobre este trabalho e ter acesso ao primeiro capítulo desta história, acesse: http://arroz.alepresser.com/.

You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário e vamos conversar!

Seguidores GFC

Total de visualizações