Tivemos a parceria renovada por mais um ano com o autor Lucinei M. Campos e ficamos muito felizes. Como já resenhei todos os livros, logo mais teremos sorteio por aqui.
Abaixo, conheça um pouco sobre o autor e um pouco sobre seus três livros publicados de modo independente.


Nascido em 16 de outubro de 1983, Lucinei M. Campos é um jovem professor e escritor de alma e profissão. Carioca, foi criado nas ruas da Maré, um dos maiores complexos de favelas do Rio. Formou-se em História e se especializou em História da África e da Diáspora Africana no Brasil. Divide sua carreira de escritor lecionando na rede pública estadual de ensino local para jovens, adolescentes e pré-adolescentes. Atua no mercado literário como autor independente, sendo conhecido como o Mago Branco, devido à fantasia de um dos personagens de seus livros, que utiliza em suas apresentações. Além da série Lavínia, acaba de lançar o romance juvenil Violeta não Sabe Amar, sua primeira obra no formato digital. Lavínia e a Árvore dos Tempos, lançado em 2014, veio para concretizar um sonho de menino em ver uma criação sua sair do seu imaginário e se integrar ao de outras pessoas: adultos, jovens e crianças que, assim como ele, tem o espírito inquieto a procurar e a contar sempre novas e boas histórias. Lavínia e Magia Proibida, lançado na Bienal do Livro do Rio, em 2015, dá continuidade a esse sonho. Ambos os livros são infantojuvenis que abordam ao mesmo tempo fantasia e realidade, com temas recorrentes e atuais, mas com leveza e humor. Talvez por isso, tem sido muito bem aceito entre esse público e os demais, estando sempre presentes em eventos do ramo, inclusive em outros estados. Em 2016, os livros percorreram importantes eventos literários, como o Flipoços, o Salão do Livro Vale do Aço, as bienais do livro de Minas e de Juiz de Fora; além da de São Paulo e de Brasília. Devido a sua ligação com o universo escolar, os livros têm sido adotados como paradidáticos em turmas dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares do Rio, se encaminhando para serem distribuídos em outros estados.

Se você se visse cercado por seres nunca vistos antes, como uma fada homem rabugenta, que carrega uma peixeira e detesta humanos? Aconteceu com Lavínia, uma menina de nove, quase dez anos, um pouco diferente das meninas de sua idade que teve sua vida transformada, ao receber uma fada distinta a qualquer criatura mágica conhecida. Laus detestava seres humanos, e por esta razão, teria de cumprir pena ao seu lado por todos os males feitos contra os mesmos. O que seria um presente para a menina era um castigo para ele, que para entrar no nosso mundo teve que tocar seu dedo num livro que o transformaria em um típico morador da região escolhida. Mas, por engano, tocou num lugar bem oposto à terra da menina. Assim, seu nome, sua varinha, suas roupas, se modificaram completamente. Laus passou a ser Lorivaldo, e sua varinha, uma peixeira.
Juntos, vão desvendar os segredos da imponente Árvore dos Tempos, que dá pergaminhos no lugar de frutos, e onde surgem nomes de pessoas importantes para a história da humanidade. O que pode revelar traços de coisas misteriosas e em comuns que há entre os dois e o mundo dos quais pertencem.




Lavínia está crescendo e com ela as dúvidas e curiosidades. Agora, com 10, quase 11 anos de idade, mais uma vez a menina se verá junto aos seus amigos inseparáveis, Léo e Lorivaldo, em meio a novas aventuras. É que criaturas mágicas de caráter duvidoso estão chegando ao Brasil no momento em que acontece um dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol. Além de seus problemas pessoais com os Valentões e as Marrentinhas na escola e com a loucura de ter uma fada homem e bem rabugenta ao seu lado, a estranha chegada de um bruxo misterioso à cidade trará perigos, principalmente para ela, que corre o risco de ser capturada desde que souberam de seu nome na Árvore dos Tempos. Juntos, os amigos vão descobrir que há muito mais magia em nosso mundo do que possamos imaginar e que nem sempre ela é permitida pelos seres que a rege. Lavínia terá de ser forte para escolher um lado, diante do que encontrará. 




É possível alguém não saber amar? Violeta acredita que sim.
A menina de 15 anos de idade, viciada em biscoito recheado de baunilha e fã da banda Coldplay odeia o amor com todas as suas forças, enquanto a romântica Duda se apaixona quase todos os dias. Junto a Nico - o menino calado, que gosta de anime e que completa o trio inseparável de amigos - Violeta bola diversas armações para afastar Duda de suas paixonites e se vê em algumas roubadas, como poder perder a amizade de sua melhor amiga e sustentar suas convicções sobre os seus sentimentos.

Será que Violeta não sabe mesmo amar?

2 Comentários

  1. Oi, Maria!
    Parabéns pela parceria! Muito sucesso para você e o autor!
    Eu fiquei super interessa em Violeta não sabe amar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  2. Maria, sempre gentil e amiga! Obrigado por toda ajuda que tens me dado! Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Se você for blogueiro, retribuirei a visita assim que possível.