Nesse livro, conhecemos Maitê Passos, uma adolescente de 17 anos que por ser gorda, sofre diversos tipos de preconceitos, tanto no âmbito escolar, quanto no âmbito familiar. Uma das piores consequências de tudo isso é a imagem que ela tem de si mesma: não se sente capaz de se achar bonita, nem de se amar, com uma baixa autoestima gritante. E isso acaba refletindo no seu círculo social de amigos, que é reduzido a apenas três pessoas: Josi e Valentina, amigas do colégio, um ano mais novas e Isaac, seu melhor amigo desde a infância, que mora no mesmo condomínio que ela.
O livro começa com Maitê já com estabilidade profissional e uma carreira construída, indo para uma entrevista com uma jornalista e é a partir daí que ela retoma sua adolescência e seu último ano no ensino médio, com toda a pressão do vestibular, da escolha do curso universitário, o preconceito por conta de seu peso e ainda ter uma paixão platônica por um garoto de sua sala: Alexandre.
Na escola, a responsável por fazer com que Maitê se sinta mal com seu peso é Maria Eduarda, a garota que é bonita e está dentro de um padrão de beleza. Já em casa, Maitê tem que lidar com uma mãe que quer que ela emagreça a qualquer custo.
"Quem foi que enfiou na minha cabeça que o certo era ser magra, que ser gordinha não podia ser bonito?" (p.135)
Isaac é apaixonado por fotografia e sempre tentou fazer com que Maitê se deixasse ser fotografada por ele, mas ela, por não se achar bonita, nunca aceitou. No entanto, em uma tarde em que os dois estavam no parque, Isaac conseguiu essa proeza e os desdobramentos disso foi Maitê ser convidada para ser modelo plus size e a partir daí sua vida muda por completo porque ela ganha uma popularidade inesperada, mas no meio de tudo isso, ela percebe que seus sentimentos amorosos, outrora direcionados para Alexandre, agora estão se direcionando para outra pessoa.
"Acho que o que vale não é aquele que fizer você suspirar quando estiver perto. É o que doí quando está longe". (p.228)
Gostei muito do livro. Achei que tudo que acontece é completamente plausível, é uma história ficcional, mas absolutamente real, com personagens que agem de acordo com suas idades. A autora soube representar bem os medos dos estudantes em ano de vestibular, a indecisão e o medo característicos dessa época da vida. Além disso, a Maitê é uma personagem extremamente carismática, engraçada e a narrativa em primeira só intensifica essas suas características. Algo que também achei positivo é que a Maitê é gorda e sabe que tem que se cuidar, fazer exercícios, se alimentar bem, mas não para emagrecer e sim para ter um corpo saudável. Acho que pode ser um livro muito inspirador para as meninas que passam pelas mesmas situações que a Maitê.
Tudo que está no livro tem um motivo para estar, de modo que a autora não deixa nenhuma ponta solta e faz com que o leitor reflita sobre temas como gordofobia, bulimia, anorexia e padrões de beleza. Temas atuais e que precisam ser postos em discussão.

Se você gostou da resenha e se interessou pelo livro, comprando nesse link você ajuda o blog:
 

5 Comentários

  1. Olá obrigada pela visita, adorei os assuntos desse livro, são temas que realmente precisam serem discutidos.
    A resenha está bem detalhada, show de bola, bjus da Joyce.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Maria!
    Achei interessante tu comentar desse livro, porque a temática dele eu vivo na pele. Até hoje minhas relações são pautadas nos meus quilos. A adolescência foi ainda pior e passei por muita coisa que a Maitê passou e mais. Pena que eu demorei muito mais tempo pra me aceitar do jeito que eu sou e gostar de mim assim. Quisera eu ter lido esse livro quando eu tinha 17, quem sabe seria diferente, né?
    Beijão!

    www.vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Maria.
    Confesso que não é um livro que me chama a atenção, mas a sua crítica me fez olhar a obra com outros olhos. O fato dos personagens e situações serem verdadeiras e ter uma visão desmistificadora do peso e da relação com o corpo me chamam a atenção.
    Ainda não sei se leria a obra, mas já tenho uma nova visão sobre ela.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de março. Serão três livros como prêmio, sendo dois autografados.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Amei a temática do livro! São assuntos que realmente precisam ser pensados. É um livro muito inspirador para as pessoas que sofrem com isso e também é um livro cheio de "tapas na cara" para pessoas que acreditam em padrão de beleza.

    Amei sua resenha! Estou louca pra ler o livro.
    Beijinhos,
    Ler Antes De Dormir

    ResponderExcluir
  5. Esse eu tenho em casa, comecei a ler na Bienal ano passado mas tive que dar uma pausa na época e agora tá na lista das próximas leituras. Adoro quando um livro consegue trazer temas desse tipo e consegue fazer uma discussão saudável sobre ele, sem cair nos estereótipos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)