Reprodução internet

Este livro foi publicado em maio deste ano pela editora Multifoco. Logo no prefácio, a autora diz que dedica o livro a todos os adolescentes que estão passando por um momento difícil e diz que eles certamente não estão sozinhos. No final, o leitor pode constatar que realmente, quem tem amigos tem tudo e não está só. Aprende que se estamos passando por um momento difícil, o mais indicado é desabafar com quem confia e não se isolar.

O livro é desenvolvido como se fosse um diário, com a narrativa feita em primeira pessoa por Bianca, uma adolescente que está no último ano do ensino médio, brasileira, que por motivos familiares, mora desde os três anos na Califórnia. Até então, com exceção de Jane, a moça da cantina, não tinha feito nenhum amigo no colégio, mas esse ano estava disposta a fazer novas amizades. A primeira foi Rachel, no ônibus escolar, e com ela veio Sebastian e Maria. Mais para frente, fez amizade com Blaine, um dos garotos mais ricos do colégio, apaixonado por fotografia.

Uma das exigências do colégio é que os alunos façam atividades extra curriculares e como Bianca desde pequena é apaixonada por surf, inscreve-se para tentar entrar no grupo dos surfistas. Ela está segura de que seu desempenho será bom, o obstáculo é que Kate, uma líder de torcida que não foi com sua cara, é uma das juradas. Apesar disso, consegue ser aprovada no teste.

Nathaniel, Nate, é o misterioso aluno novo e Bianca é designada para apresentar o colégio a ele. Depois desse episódio e de salvá-la de uma implicância de Kate, surge uma centelha de amizade entre os dois também. Mas a relação dos dois vai além da amizade quando fazem um trabalho em dupla juntos e Bianca o recebe em sua casa, vestida de modo mais feminino do que costuma se vestir, até sua mãe se espanta. Logo os dois começam a namorar.
"Nunca pensei que fosse ser uma dessas menininhas que se comportam como idiotas na frente de um menino e ficam contando os segundos para vê-lo de novo, mas começo a achar que toda menina tem esse lado e age dessa forma pelo menos uma vez na vida" (p.29)
As coisas estão indo bem no colégio, no entanto, em casa Bianca acompanha a desintegração de sua família: os pais discutem constantemente, a mãe, apesar de tentar esconder, chora com frequência, o pai passa noites fora. Inicialmente, tenta não se deixar afetar, mas quando descobre o verdadeiro motivo da crise do casamento de seus pais, não tem como não tomar partido e precisa enfrentar sua nova realidade de pais separados. Em uma tentativa de não se expor, acaba se afastado de seus amigos e até de seu namorado, suas notas caem e chega no extremo de querer desistir de tudo, mas é salva por quem menos esperava.
"Acho que o pior sentimento do mundo é ver uma pessoa que você ama sofrer e, ao mesmo tempo, não poder fazer nada para aliviar isso". (p. 86)
Certamente escrever sobre os costumes de um outro país, sendo brasileira, demandou pesquisa e a autora se saiu bem em toda ambientação da história na Califórnia, sem ser de uma maneira forçada ou clichê. O leitor se dá conta de que, mesmo se passando em outro país, os sentimentos explorados são os mesmos em qualquer lugar do planeta: a dor, a impotência, o medo, a insegurança e o amor.
Apesar do público-alvo ser bem definido, no caso, adolescentes secundaristas, nada impede que pessoas de todas as idades leiam esse livro, porque afinal, muitos, em algum momento da vida, já passaram pela experiência de estar estar no último ano do ensino médio, sem saber o que fazer no futuro, ou até mesmo, já sofreram com a separação dos pais.
"Sabe, uma pessoa pode sofrer milhares de decepções, pode perder familiares, pode perder amores, mas não os sonhos. A partir desse ponto, a pessoa para de ter aspirações. Ela para de viver e passa a simplesmente sobreviver". (p. 136)
A autora surpreende ao tratar questões relacionadas a sexualidade sem reproduzir estereótipos e ao mesmo tempo se mostra sensível às dificuldades que pessoas que gostam de outras do mesmo sexo enfrentam diariamente.
É um livro que arranca suspiros, que faz com que nos apaixonemos pelos personagens, que nos faz refletir e o melhor de tudo, nos faz repensar nossas ações. Parece que não, mas há uma crítica social presente. A começar pelo título, ao escolher "Vivências de Outra Adolescente Revoltada", passa a impressão que os adolescentes são revoltados mesmo, que isso é comum, mas poucos procuram se aprofundar no motivo do adolescente agir do modo que agem e isso é trabalhado no livro.

Impressiona saber que a autora, Alessandra Ananda, tem apenas dezenove anos e que com seu livro ganhou o Prêmio Carlos Drummond de Andrade.

Reprodução internet


O livro pode ser adquirido no site da editora Multifoco.
A autora pode ser encontrada no seu canal, Alessandra Ananda, no Youtube.
Para mais informações, curta a página do livro no Facebook.

23 Comentários

  1. Que legal!
    Eu gosto de histórias em que adolescentes são protagonistas porque a adolescência é uma época, em geral, tão confusa, às vezes, angustiante, e ao mesmo tempo tão fascinante. É como um preparo para enfrentar várias questões da vida adulta.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a ideia do livro, gosto de histórias onde adolescentes são protagonistas e precisam lidar com uma série de coisas complicadas. Deve ser sido dificil pra ela fazer amizades né!?!
    Quero ler a história.

    ResponderExcluir
  3. Com uma capa tão simplesmente eu não esperava tanta informação gostosa! A autora é realmente nova, e isso me deixa animada, talento não tem idade! Me interessei muito pela história, autores nacionais precisam de cada vez mais reconhecimento e resenhas positivas como a sua só contribuem pra essa notoriedade. <3

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu já gostei muito de ler esse tipo de história adolescente, mas no momento elas não têm me interessado muito... No entanto, essa parece ser bem legal e passar muitos ensinamentos importantes, em relação à família e amizade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. OLÁ
    Eu não conhecia o livro em questão, mas achei bem interessante, tanto pelo título kkk, e por se tratar de uma história adolescente que sem dúvidas é a pior época para muito de nos, não é mesmo? Fico contente em sabe rqueba autora soube trabalhar bem o livro por se tratar de uma ambientação estrangeira, eu só não gostei mesmo o da capa. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Mesmo tento 26 anos eu gosto de livros que trazem adolescentes como personagens principais.
    Achei o livro interessante, principnente por trazer lições.e acrescentei a minha lista.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro e pelo visto, apesar de ter os adolescentes como protagonista, vamos ter um enredo bem feito e com assuntos atuais e importantes. Anotando a dica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá Maria!
    Ultimamente tenho lido vários livros voltado para o publico jovem que fazem criticas ai momento social presente abordando desde estrutura familiar até o preconceito levado a extremo. Eu gosto de livros assim. Por isso achei a historia desse bem interessante. E que orgulho eu sinto desses escritores tão jovens engajados em conscientizar. Parabéns a autora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Ainda não tinha ouvido falar do livor e pelas suas considerações, acho que é uma leitura válida do inicio ao fim, inclusive, a dedicatória. Que adolescente não está passando por um momento complexo, ainda que seja apenas a sua mudança corporal ou emocional? Fiquei curiosa com a abordagem da sexualidade sem afirmação de conceitos falidos. Quero ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Ainda não conhecia esse livro, mas a temática dele é bem interessante, principalmente porque a autora não esteriotipou a sexualidade. Achei muito legal o livro ter um público alvo bem definido, mas, ainda assim, ser indicado para todas as pessoas.
    A autora é extremamente jovem, mas parece escrever muito bem e ser importante.
    Claro que anotei a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Não conhecia o livro e e nem a autora, gostei muito da premissa do livro. Amo esses livros com adolescentes em fases malucas, kkkkk , me identifico. Já fiquei empolgada para conhecer esse casal, que espero que vá se formar. haha
    Dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez o livro não despertou muito meu interesse, não sou muito chegada nesse tipo de livro, já li tantos desse gênero que cheguei a enjoar, parabéns pela resenha!
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Oiee Maria ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei muito impressionada quando você disse que a autora ganhou um prêmio tão aclamado. E saber que a história não é clichê e que aborda muito mais do que aparenta me deixou curiosa para conhecer, apesar de não ser bem o tipo de livro que eu estou querendo no momento. Gostei :)
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Adorei a temática do livro e acho que com certeza é uma leitura bem bacana de se realizar. Não conhecia a obra nem a autora, mas, gostei de saber que mesmo tendo pouca idade a autora já vem recebendo prêmios.
    Dica anotada!

    ResponderExcluir
  15. Oie
    ai que legal o enredo, fiquei extremamente curiosa, parece ser uma leitura bem legal para refletir, principalmente por falar sobre sexualidade e tudo mais, vou anotar a dica e quando tiver tempo vou dar uma lida

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi!

    Que livro interessante. Confesso que o que ue mais gostei foi dela trabalhar sobre sexualidade sem ser estereotipada, porque é o que eu mais vejo sempre. Acho que esse diálogo com adolescentes é tão importante, por isso, mesmo não sendo o público alvo, quero conhecer melhor a obra.

    bjs!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Acho livros que falam sobre as dificuldades da adolescência essenciais pois esse um assunto que nunca deixa de ser atual e sempre há alguém que vai se identificar com ele. Esse livro em específico eu não conhecia mas adorei a proposta da autora e a maneira real com que ela parece ter desenvolvido a sua história e os seus personagens.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Este livro, é completamente necessário. Enfim uma autora que traz algo forte para os jovens de hoje, e parabéns a autora por ser tão nova e já ter ganho um prêmio. Adorei o enredo, os temas de adolescentes que são trazidos, foram tratados de uma forma muito bela.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Maria!

    Que ideia linda para um livro, adorei! Realmente livros assim hoje em dia são necessários, eu mesma passei por essa fase e sei como é. Tenho certeza que a leitura vai ajudar muitos adolescentes que infelizmente estão passando por essa fase triste. Eu o leria por curiosidade, então a dica tá anotada!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oie!!
    Não conhecia a autora e nem o livro, caramba, ela tem só 19 anos? Que demais!!
    Eu achei a premissa bem interessante e a capa realmente muito linda, apesar de simples. Mas não sei se ele é um livro que eu leria por agora... mais pra frente quem sabe

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  21. Comecei a ler a resenha achando que não teria interesse em ler o livro. Mas, ao terminar e saber um pouco mais da história, fiquei curiosa e querendo conhecer melhor o trabalho da autora.
    E ela só tem 19 anos??? UAU!!!!
    é realmente impressionante e me deixa ainda mais empolgada saber que com tão pouca idade já até foi premiada :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  22. oi !
    É muito dificil ser adolescente. As pessoas pimtam que é a melhor fase da nossa vida, mas pode ser uma das piores. Adoro livros sobre adolescentes ou com adolescentes e acho que leria SIM VOAR sem problemas.
    Ai gente, 19 anos? É muito lindo ver isso!! Sucesso para a autora!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. De fato nao conhecia nem o livro,nem autora, mas a premissa parece ser atrativa, gostei da sua resenha e acredito que iria gostar do livro, gosto de historias de adolescentes.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)