O Pauliceia Literária é um evento internacional que é realizado anualmente em São Paulo. Esse ano foi a terceira edição, aconteceu entre os dias 15 e 17 de setembro, tendo como homenageado o autor Luís Fernando Veríssimo. Para saber mais sobre o Pauliceia, acesse o site do evento aqui.

Eu só fui um dia do evento e para ver um autor específico: o José Luis Peixoto, autor português. A mesa dele foi a última do festival, mediada pelo crítico literário, Manuel da Costa Pinto.


O mediador começou apresentando o autor e seus livros e logo depois o José Luis Peixoto começou a falar. Confesso que estava aguardando ansiosamente por esse momento porque queria ouvir de perto o sotaque dele. Começou falando que gosta muito do Brasil e que vem aqui sempre que o convida e realmente, ele já veio vários vezes ao país. Das outras vezes não pude de ir vê-lo, mas dessa vez não poderia perder a oportunidade. Achei incrível ouvir dois "tipos" de português ao mesmo tempo. Mesmo sendo o mesmo idioma, o português de Portugal varia um pouco do brasileiro, ás vezes tinha umas palavras que o público não sabia o significado e o autor mesmo estava receoso de usar alguma palavra que aqui tivesse algum significado malicioso. Mas no final das contas, conseguimos entendê-lo bem e isso é o que importa.

O autor falou de suas influências, de como o neo realismo português influenciou em suas obras e do sentido alegórico presente nelas.

Galveias é uma pequena aldeia do Alentejo de Portugal, lugar onde nasceu o José Luis e nome de seu livro lançado ano passado aqui no Brasil pela Companhia das Letras. O autor falou sobre o local e falou do significado que tem para os moradores de lá terem um livro com o nome da aldeia onde eles moram, que lá o livro é lido de uma forma que não pode ser lida em mais lugar nenhum. Foi comovente essa parte.

Sobre o livro "Uma casa na escuridão", o autor disse que é "um livro muito agressivo para quem lê", que ele já ouviu muitos relatos de pessoas que não conseguiram chegar até o final da leitura por ser muito pesado mesmo e é claro que estou curiosa para lê-lo, mesmo avisada do peso da leitura.

Logo no começo, o mediador disse que iria deixar para conversarem sobre o livro "Dentro do segredo" mais para o final, porque se começassem a falar dele logo no começo, não falaria de mais nada e realmente, quando começou a falar desse livro, foi assunto que não acabava mais porque o livro se trata de uma viagem que o autor fez para a Coreia do Norte e como sabemos, é um país totalmente fechado para o mundo, com outra forma de governo político. O autor nos contou algumas de suas experiências no país e alguém da plateia perguntou a comida mais estranha que ele comeu lá. Adivinhem? Cachorro! Isso mesmo, ele comeu cachorro na Coreia do Norte. Claro que só foi para experimentar, até porque ele tem uma cadelinha que gosta muito. É outra realidade, totalmente diferente da que conhecemos e claro que, o livro já está na minha lista de livros que quero ler. Aliás, quero ler todos os livros do autor.

A mesa começou por voltas das 19h20 e terminou por volta das 21h. Ou seja, foram quase duas horas ouvindo o autor falar, um sonho.
O público pode fazer perguntas através de papeis que a produção entregava para o mediador e caso ainda não tivesse sido respondida era feita.






4 Comentários

  1. Que bacana Maria! Fiquei interessado nesse "uma casa na escuridão", tô doido pra ler alguma coisa que me deixe mais perturbado que o "Dias Perfeitos" do Rafael montes hahaha mt bacana ese evento, ainda não conhecia
    Beijao

    ResponderExcluir
  2. Veríssimo foi um dos autores nacionais que primeiro eu admirei. Depois do meu amor pelo Machado, Veríssimo foi o segundo que me pegou de jeito.
    Confesso que nunca li nada do José Luis Peixoto. Contudo, fiquei curioso para conferir Uma Casa na Escuridão. Parece ser meu tipo de livro.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Maria!
    Não conhecia José Luis Peixoto... na verdade, tinha um livro dele marcado como "quero ler" no Skoob, o "Livro", mas não sabia muito sobre o autor. Marquei outros livros dele como "quero ler" lá no Skoob e também te adicionei por lá. Tenho interesse especialmente nesse "Dentro do Segredo". Já li uma HQ de um quadrinista canadense que também conta a viagem dele por lá e as coisas são muito estranhas, tão estranhas que beiram o engraçado. Se tiver interesse, a HQ é "PYONGYANG - UMA VIAGEM A COREIA DO NORTE" - http://www.livrariacultura.com.br/p/pyongyang-uma-viagem-a-coreia-do-norte-2224138

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Obrigada pela indicação. Já adicionei essa HQ no Skoob e te aceitei lá também ;)
      Abraços.

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)