É com este livro de poesias que o autor Lucio Panza faz sua estreia no mercado editorial de modo independente. O livro é pequeno no tamanho mas grande em intensidade, com poemas diversificados que têm como principal qualidade as rimas e a sensibilidade na exposição de cada assunto.

Achei interessante o título, porque é a junção de três poemas presentes no livro. Inclusive, o primeiro é "Catraio-tamborim". Numa interpretação livre, a palavra catraio significa menino, ou seja, menino-tamborim. O que faz com que o poema tenha uma linguagem carnavalesca que passa a mensagem de que nunca se é tarde para aprender. 


Durante a leitura fui invadida por muitos sentimentos. Um deles foi a sensação de nostalgia, saudades das brincadeiras e inocência da época em que eu era criança. Além disso, também há poemas que causam reflexão e outros que mexem com a imaginação do leitor.

O último poema é "Desconstrução" em que o autor de despede com os seguintes versos:
"Existe um céu azul, então?" que entendo como uma forma de mostrar que ainda há esperança mesmo quando se passa  por dias ruins, o céu azul ainda vai existir.

Cada poema é acompanhado de uma ilustração que dialoga com o assunto tratado e faz com que  o livro seja bonito não só pelos poemas em si, mas também por suas ilustrações e diagramação, que são simples mas bem feitas. Outro ponto que acho importante ser apontado é que a ordem dos poemas segue uma lógica temática fazendo com que os poemas com assuntos parecidos fiquem reunidos próximos um do outro.


O livro pode ser adquirido diretamente com o autor pelo e-mail: luciopanzasilva@gmail.com
Adicione também na sua estante do Skoob.

19 Comentários

  1. Olá, Maria tudo bem?

    Eu não sou muito de ler poesias/poemas, então não seria uma obra que eu leria. Mas achei a proposta muito lúdica, também sinto saudade da minha infância, de brincar na rua, sabe? Hoje me dia as crianças nem ligam pra isso.

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria, livros bons pedimos até mais páginas não é mesmo?Tem um bom tempo que não leio poemas e afins. Obrigada pela dica, vou repassar para uma amiga que adora o gênero.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e apremissa não me desagradou completamente! :) Contudo, não sou grande fa de livros de poesias... Simplesmente não consigo ler o livro inteiro!..

    Mas ainda bem que gostaste! Acho difícil conseguir arrancar em independente... Desejo todo o sucesso! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos múltiplos talentos e o potencial artístico é inerente ao ser humano.
      Meus textos são um projeto paralelo que sigo com muito amor.
      Por uma nação de leitores.
      Obrigado. Beijos.

      Excluir
  4. Oi, Maria!
    Poesia não é o gênero que eu costumo ler, não consigo me interessar por leituras do tipo. Mas se um dia meu interesse for despertado darei uma chance ao livro.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Eu fui mais de ler poesia, quando estava no Ensino Médio, por isso adorei a sua indicação. Ando precisando ler mais livros com poemas. Eu gostei da premissa desse, se lembrar da infância, da inocência, da nostalgia, deve ser muito gostoso. Fiquei bem interessada!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  6. Olá Maria,
    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei interessada. Normalmente, livros de poesias, quando bem escritos, trazem um enorme conteúdo. Gostei de saber que você foi invadida pela sensação de nostalgia, acho que só conseguirei descobrir quando ler, por isso, vou anotar a dica.
    Parabéns pela incrível resenha.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Faz um tempão que não pego um livro de poemas pra ler e nem sei o motivo, uma vez que gosto tanto. Anotei a dica e adorei a arte gráfica do livro.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Não sou muito de ler poesias, mas adorei a diagramação do livro e a forma como alguns temas parecem ser abordados com tamanha maestria e sentimento.
    Tenho certeza que foi uma leitura engrandecedora.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Achei a capa fofa e adorei o livro ter a presença de ilustrações, mas não leria. Poemas simplesmente não conseguem conversar comigo, não consigo sentir a intensidade que as pessoas normalmente sentem, ou seja, acabo não lendo o gênero por não me identificar. Fico feliz por saber que tantos sentimentos te invadiram durante a leitura, mas não é pra mim mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, a capa foi feita pela designer gráfica Cyci Coutinho de Sergipe de acordo com o que eu queria. <3

      Excluir
  10. Olá
    Nossa faz muitos anos que não pego livros e poemas para ler, quando eu era mais nova eu amava tinha muitos livros e escrevia vários em um caderno.Me deu até vontade de fazer a leitura desse livro seria bom para curar a ressaca literária.A diagramação e os desenhos parecem ser bem fofos.Parabéns ao autor!Fico feliz em saber o quanto você gostou do livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    A capa é uma graça e adorei sua opinião sobre determinados pontos!

    Gosto muito do gênero, mas atualmente estou dedicando minhas leituras ao terror/suspense.

    Vou anotar a dica, obrigada (:

    ResponderExcluir
  12. oie, que livro bacana. adoro obras que nos remetam a esse sentimento de nostalgia e como você disse que tem muito isso presente aqui eu fiquei imediatamente querendo lê-lo e espero poder fazer isso em breve

    ResponderExcluir
  13. Maria querida, adoro a sua versatilidade e o seu olhar sensível para os diferentes gêneros literários! O livro parece ser bem interessante mesmo. E saber que mesmo pequeno, nos ganha em intensidade, é ainda melhor! Parabéns pela leitura e muito sucesso para o autor!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, enfim um lançamento poético, estamos com falta deles em nossa literatura. Achei bem diferente o autor juntar o titulo de trÊs poemas para formar o titulo do livro. Adoro ler livros de poemas que separam-se em assunto a leitura fica mais fluida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A separação tem esse objetivo didático.
      Obrigado pelo carinho <3

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)