Quando nos envolvemos no mercado literário e editorial, é comum conhecermos diversos tipos de profissionais, sejam escritores, blogueiros, entre outros. Esses companheiros estarão conosco no meio virtual e também em possíveis encontros presenciais, como eventos culturais, literários e lançamentos de livros.
Uma coisa muito comum de acontecer é um possível desentendimento entre profissionais, gerando uma separação coletiva. Dependendo do grau de popularidade do escritor ou blogueiro, acontece até um verdadeiro divisor de águas. Já presenciei uma situação de briga entre presidentes de academias de letras que gerou um incidente cultural de proporção internacional.

O que devemos então aprender com tudo isso?
Quando publicamos livros e blogs, nos tornamos pessoas públicas. Somos lidos, acompanhados e monitorados. Temos que dar bons exemplos. Precisamos ter classe e sabedoria para lidar com tudo isso. Brigas e desentendimentos podem sim ocorrer, mas ninguém é obrigado a compactuar com isso. Ninguém é obrigado a concordar com todos, mas se cada um fizer a sua parte, ninguém mais fica afetado e ninguém sai perdendo.
Mantenha discrição, esteja disposto a dialogar e não alimente as divergências dos outros.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.

® Leo Vieira- Direitos Reservados

6 Comentários

  1. As vezes acho que há muita gente nessa vida falta bom senso! Achei suas ponderações muito acertadas, quando a gente se propõe a entrar e socializar e divulgar qualquer produto já precisa ter cuidado e classe, quando esse produto são livros mais ainda.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pandora. Obrigado pelo comentário.
      Realmente, o bom senso é fundamental e a ética é essencial. Que bom seria se todos fizessem a sua parte para tornar um ambiente cultural literário o mais harmonioso possível.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  2. Sim, sim! Concordo com vc Leo, mas que é difícil é.
    Alguns escritores por mais que procure blogueiros para divulgar seus textos e livros, pensam muito mal de blogueiros.
    Aliás a grande maioria não entende que blogar é um trabalho e deveras bastante cansativo e o pior não remunerado rs
    Claro que só estou citando a parte negativa.
    Bjs
    www.mundoliterando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcia. Obrigado pelo comentário.
      Os escritores precisam entender que blogueiro não é mordomo literário e o fato de ter um blog não significa que será um permanente e constante prestador de serviços. Mas acho que cabe ao blogueiro saber se impor nesses momentos.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  3. Concordo plenamente com o texto.
    Querendo ou não, quem escreve é uma pessoa pública. E assim sendo, deve tomar cuidado com o que fala, o que diz. Pequenos desentendimentos podem tomar proporções épicas na internet.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, Desbravadores.
      Espero mesmo que um dia a educação e discrição possam imperar em nosso meio literário.
      Grande abraço,
      Leo Vieira

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Se você for blogueiro, retribuirei a visita assim que possível.