O evento 2016 Literário foi organizado pela escritora e blogueira Thati Machado, para promover a divulgação do e-book "Doze por doze", livro de contos lançados dia primeiro de janeiro e que contou com a participação de doze autores, sendo um para cada mês do ano.

O evento teve duas edições, uma no Rio de Janeiro, no dia 17 e a outra aqui em São Paulo, no dia 23 de janeiro, que foi o dia em que estive presente, acompanhada de um amigo da faculdade. Aqui, o evento aconteceu na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. O espaço tinha capacidade para 60 pessoas sentadas, mas recebeu cerca de 110, tamanho foi o sucesso.

Tentativa de uma foto panorâmica.


Salvos pelo amor foi publicado de forma independente na Bienal do Livro de São Paulo em  2014.
Nesse livro, temos como personagens principais Clara e Nic, duas pessoas que pouco têm em comum, a não ser, o fato de trabalharem para a mesma gravadora. Clara como assessora de imprensa e Nic como guitarrista de uma banda de rock.
A relação dos dois era estritamente profissional, até que Nic, ao descobri que havia sido traído por sua namorada, agora ex, decide usar Clara em sua vingança contra a ex namorada, para provar que qualquer mulher poderia ser melhor que ela, até mesmo Clara, apelidada por ele e pelos colegas da banda de senhorita Espirro.


A questão fica no "até onde um blogueiro pode se dedicar a um escritor ou editora"? Até onde a cumplicidade permitir. Quando uma resenha é compartilhada por vários outros blogs e páginas, é de se esperar que o autor também faça o mesmo, através dos contatos dele e páginas literárias que ele também acompanha. Tanto o blogueiro quanto o autor andarão juntos divulgando o blog e o livro.
Porém algo começa a criar uma certa intriga quando aparecem outros "servicinhos" práticos, principalmente quando a outra parte não reconhece o profissionalismo exercido.
Nem tudo se paga com livro e/ou marcadores. Aliás, nem livro nem marcadores são moedas pra garantir alguma coisa. Fique sempre esperto quando começar a aparecer pedido de "revisãozinha", "olhadinha no texto", "quebra-galho", "artezinha pro blog", "divulgaçãozinha em todas as páginas"; entre outras coisas.

Seja esperto, profissional e saiba impor o seu valor.
Leo Vieira


Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados 




Lavínia e a Magia Proibida é o segundo livro do autor Lucinei Campos, publicado de forma independente e lançado na Bienal do Rio, em setembro de 2015. Seu primeiro livro é Lavínia e a Árvore dos Tempos, no qual conhecemos Lavínia, uma menininha de nove, quase dez anos, que é perseguida na escola e tem um único amigo, Léo, com quem passa as tardes e divide suas aventuras ao ganhar uma fada homem e rabugenta chamada Lorivaldo.

Nesse segundo livro, Lavínia está com dez, quase onze anos, ainda tem um único amigo e sua fada rabugenta, mas a menininha já não é mais aquela garotinha despreocupada em relação à vaidade do ano anterior. Começa a aparecer os primeiros sinais da vaidade feminina, sinais esses provocados pelas marrentinhas, as meninas que pertubam Lavínia na escola, e os efeitos causados é fazer com que Lavínia passe a se perguntar o motivo de ser tão pouco feminina. Além dessa mudança nos pensamentos da garota, Alexandre, um colega de sua classe, passa a falar com ela e isso lhe surpreende, porque ninguém nunca fala com ela. No campo escolar ainda, Lavínia tem que lidar com a inconformidade de não poder mostrar para seus colegas quem ela realmente é, não poder mostrar sua fada e não poder falar das muitas aventuras que vivem juntos.


Uma polêmica que tem afetado o campo da blogosfera são as resenhas prontas e definidas por imposição do leitor e/ou editora. Isso ainda vem acontecendo e o pior de tudo é que o próprio leitor percebe. Existem assessores literários conveniado com as editoras que possuem várias resenhas positivas e cuidam do repasse das mesmas através de blogs e outros canais de divulgação. Nesse aspecto a propaganda enganosa começa a alimentar a falsa ideia de que um livro desconhecido é bom. O pior de tudo é quando a controvérsia começa a pesar para quem foi ludibriado a isso. Portanto é muito importante que o blogueiro não caia nessa, senão a sua reputação estará em queda.
Fique sempre atento quando as propostas oferecerem livros, brindes e outras promessas de presentes. Nesse mesmo ritmo o autoritarismo vai começar a surgir levemente, até o ponto do blogueiro não ter mais o que questionar.

Poste somente a verdade em suas resenhas.
Leo Vieira



Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados 

No dia 17 de dezembro de 2015 foi inaugurado o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, sendo aberto para o público no dia 19. Nesse primeiro dia ficou aberto das 10h da manhã de sábado até às 18h de domingo, com entrada gratuita para todas as pessoas.
No dia 20 de dezembro fui com uma amiga conhecer o Museu. Chegamos por volta das 10h15 e ficamos na fila para entrar por cerca de uma hora. Como não díspunhamos de muito tempo (porque eu voltaria para São Paulo de tarde) e todas as exposições estavam com filas enormes, não pudemos ver todas.




Muitos blogueiros escritores também prestam serviços profissionais de assessoria por conta de seus contatos com muitas editoras. Se você blogueiro também quer se desenvolver, deve também observar se está disposto a assumir a responsabilidade.
O assessor literário pode incluir vários serviços em seu contrato profissional.
Resenha não é algo que pode ser cobrado. Mas a resenha com um alto nível de divulgação é uma tarefa que pode ser definida por contrato. Eu digo isso porque sempre há aquela polêmica do autor e/ou editora achar que pode mandar em tudo somente pelo fato de ter doado o livro e não é nada disso. Um blogueiro não vai se dedicar integralmente ou então mentir em uma resenha somente porque a outra parte exige. Felizmente muitos blogueiros sabem se impor quanto a isso.
Um assessor literário através de contrato, define tudo o que será exercido no tempo estipulado e dentro do valor estabelecido. Além da divulgação das resenhas e da publicidade da obra, também pode ser desenvolvido a biografia do autor/cliente, entrevistas em outros blogs, balanço de publicidade e vendas; manutenção da divulgação e marketing do autor e livros; entre outros balanços e monitoramentos.

Pesquise a tabela de serviços já existente e adapte a sua, procurando sempre aprimorar e negociar.
Leo Vieira


Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados 


Tenho notado alto capricho visual em muitos dos blogs e páginas literárias. Inclusive muitos deles fazem artes para ilustração de posts, arte para ilustrar promoções, entre outros temas. Porém, isso também é um talento a parte para listar em serviços profissionais para escritores também.
Muitos blogueiros têm um bom entrosamento com programas de arte, como o Corel, Photoshop, Illustrator, etc. Por esse motivo, nem todas as artes e serviços podem ser negociadas somente pela "camaradagem". Se o serviço é profissional, deve ser tarifado sim.
O artista neste caso pode criar um pacote, incluindo layout para blog, página, tudo padronizado para o cliente, além de diagramação e criação de capas para os livros.

Para quem ainda não trabalha com isso, pode também fazer mais pesquisas, cursos especializados, esboçando e desenvolvendo criatividade, originalidade e com o tempo, com mais empenho, a apresentação dos valores e serviços vão ganhando mais divulgação e clientes. É importante que o comprometimento nos serviços seja do mesmo nível que o compromisso das resenhas.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.

® Leo Vieira- Direitos Reservados 

As tão aguardadas férias chegaram e vou usar esses mais de dois meses para:

1) Diminuir a minha pilha de livros não lidos: "Fragmentos de uma mente em construção", Maurício Nunes; "As miniaturas", Andréa  Del Fuego e “Os jovens e a leitura”, Michèle Petit.



2) Terminar de ler os livros que comecei: “Poesia brasileira do século XX”, Jorge Henrique Bastos; “Doze anos de escravidão”, Solomon Northup e “Ensaio sobre a cegueira”, José Saramago (uma releitura em homenagem ao meu falecido amigo Arsenio Meira. Ganhei esse livro de presente dele e sei que ele tinha um carinho especial por essa obra. Que falta nos faz! A mim e aos demais leitores do Skoob).



3) Ler os livros que trouxe da Feira LAV: "Lavínia e a Magia Proibida", Lucinei Campos e "Salvos pelo amor", Juliane Rodrigues.