Ano passado finalizei o ano com 34 livros lidos.
Nessa mesma postagem de 2014 escrevi que esse ano eu cursaria Letras e iria poder dar um jeito na bagunça que é a minha vida. De fato, estou cursando Letras e tentando organizar a bagunça.

Esse ano finalizo com 45 livros lidos:

1- "A Salvo de nada"- Olivier Adam
2- "Meio Sol Amarelo"- Chimamanda Ngozi Adichie
3- "Falando com o anjo"- Vários autores
4-"Americanah"- Chimamanda Ngozi Adichie
5-"Dentro de ti ver o mar"- Inês Pedrosa
6-" O Mundo Se Despedaça " - Chinua Achebe
7- "A Paz Dura Pouco"- Chinua Achebe
8- "O Tempo Envelhece Depressa"-Antonio Tabucchi
9- "Poesia Errante"- Carlos Drummond de Andrade
10- "Lutar com palavras"- Irandê Antunes
11- "O melhor de Hagar, o Horrível- Dik Browne ( HQ)
12- "Mafalda 3"- Quino (HQ)
13- " Por que (não) ensinar gramática na escola"- Sírio Possenti
14- "A Educação pela pedra"- João Cabral de Melo Neto
15- "Iniciantes"- Raymond Carver
16- "Tudo o que tenho levo comigo"- Herta Müller
17- "68 Contos de Raymond Carver"- Traduzidos por Rubens Figueiredo
18- "Preconceito Linguístico"- Marcos Bagno
19- "Sobre a beleza"- Zadie Smith
20- "Hibisco roxo"- Chimamanda Ngozi Adichie
21- "Como respirar debaixo d'água"- Julie Orringer
22- "Contos da Ilha e do Continente"- Lúcio Cardoso
23- "Para compreender Saussure"- Castelar Carvalho
24- "Relatos de um mundo sem luz"- Jan Santos
25- "Da boca pra dentro"- Yohana Sanfer
26- "Lavínia e a árvore dos tempos"- Lucinei Campos
27-  Poemas 1913- 1956, Bertolt Brecht, seleção de Paulo Cézar de Sousa

28- "Clarice,"- Benjamin Moser
29- "Baladas"- Hilda Hilst
30- "O oceano no fim do caminho"- Neil Gaiman
31- "Caminhos Infernais- Larissa Sposito
32- "Primeira poesia"- Jorge Luis Borges
33- "Assalto ao Banco Central- J. Monteiro e Renê Belmonte
34- "O inventário das coisas ausentes"- Carola Saavedra
35- "As duas faces do destino"- Landulfo Almeida
36- "O amor de uma boa mulher"- Alice Munro
37- "A festa da insignificância- Milan Kundera
38- "A morte do gourmet"- Muriel Barbery
39- "Madame Bovary"- Gustave Flaubert
40- "No teu deserto"- Miguel Sousa Tavares
41- "Teatro do Oprimido- Augusto Boal
42- "Ao Farol"- Virginia Woolf
43- "Só por hoje vou deixar meu cabelo em paz"- Cristiane Sobral
44- "A vida de Galileu"- Bertolt Brecht
45-"Doze anos de escravidão"- Solomon Northup


Outro tipo de serviço que tenho notado principalmente nas mulheres. Muitas delas são caprichosas e criam algo artesanal para acompanhar de brinde para seus sorteios. São bordados, estampas, confecção de chaveiros, fichários, agendas, bolsas de tecido, itens de papelaria e outras utilidades para acompanhar os livros.
Isso é um tipo de serviço que pode ser levado para o lado profissional, o blogueiro que também é artesão pode fazer tais brindes sob encomenda do escritor ou editora.
Camisas estampadas, brindes personalizados, entre outros produtos com foco mais publicitário, a ser distribuído em eventos ou até mesmo comercializados junto com o livro pode muito bem ser tarifado e apresentado.
O blogueiro artesão pode criar um catálogo com tudo o que pode produzir, com seus respectivos valores. Todas essas alternativas são uma questão de negociação e publicidade.

 Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.

® Leo Vieira- Direitos Reservados 


No dia 19 de dezembro, estive em Niterói para fazer a cobertura da feira LAV, que ocorreu das 10h às 16h, no Horto do Barreto, no Parque Palmir Silva, um ambiente receptivo e acolhedor, que contou com apoio completo da Biblioteca Popular Monteiro Lobato.
O evento contaria com a presença de sete autores, mas infelizmente dois deles não puderam comparecer por motivos de saúde, então, dessa vez, não pude conhecer pessoalmente o lindo do Vinícius Grossos, autor de "Sereia Negra" e "O garoto quase atropelado" e nem a Thati Machado, autora de "Ponte de cristal" e "Com outros olhos". Assim, os autores que estiveram presentes foram:
Lucinei Campos, com seus livros "Lavínia e a árvore dos tempos" e "Lavínia e a magia proibida", além de brindes especiais, como varinhas produzidas por ele mesmo.

2015. O ano que iniciei a minha graduação em Letras.
Uma greve no início do ano letivo fez com que o primeiro semestre fosse cancelado e iniciássemos o segundo sem ter feito o primeiro. No começo foi assustudor. Como fazer Introdução aos Estudos Literários II (IEL) e Leitura e Produção de Textos II (LPT), sem ter feito IEL I e LPT I? Mas a gente se adapta, faz o possível para entender a matéria e não ficar com dúvidas. Os professores também foram bastantes compreensivos, o que ajudou bastante.

O que eu percebi que mudou em mim depois que comecei o curso:
1) Tornei- me bem mais seletiva e criteriosa na escolha de livros para ler. A carga de leituras é muito grande, não sobra muito tempo para leituras de lazer, por isso, quando o posso fazer, é bom que seja com algum livro realmente do meu interesse. 
2) Passei a dar mais atenção a livros de não-ficção como livros acadêmicos e teóricos, por exemplo.
3) Descobri que nem todos os livros são para serem lidos por completo. Não há tempo. Vamos direto ao ponto, lemos o capítulo que trata do assunto que estamos estudando e passamos para o próxmo.
4) Constatei que estudar idiomas é fascinante. É muito bom ir conhecendo e  desbravando as particularidades do idioma de nosso interesse. Fiz isso em Língua Espanhola I e Língua Latina I.
5) Mudei meu conceito de “férias”. Antes era sinônimo de descanso, agora é sinônimo de revisão do que foi ensinado ao longo do semestre. Vou usar as férias para revisar o conteúdo da matéria que não fui tão bem quanto eu gostaria de ter ido e revisar conteúdos de outras para não esquecer.

Apesar da forma um pouco conturbada que começou minha graduação, concluí esse primeiro semestre sem ficar de exame e sem pegar nenhuma dependência. Fiquei um pouco chateada da minha menor média ter sido na matéria que eu mais gostaria de ido bem e surpresa porque a matéria que no início pensei que me sairia mal, foi a que eu fiquei com a maior média, mas nesse segundo semestre vou me dedicar ainda mais aos estudos e vou tirar notas ainda melhores.
2016 que me aguarde!



Existem muitas páginas deste tipo, e algumas delas são criadas e administradas por blogueiros. E por esse motivo, não vejo motivo melhor para apostar a venda de seu lote de livros.
O blogueiro já tem toda a intimidade virtual para articular a sua comunicação entre profissionais de todos os ramos e inclusive entre os próprios blogueiros. Existem blogueiros que tem capacidade de comunicação entre editores e editoras de forma melhor do que muito agente literário. A questão é que muitos dos próprios blogueiros não compreendem o seu potencial.
Portal de vendas é algo muito simples de fazer. Ele envolve algo que blogueiro tem de sobra que é a disciplina. As demais qualidades já estão em seu cotidiano.
Um blogueiro geralmente tem sintonia com várias medias de divulgação. Neste mesmo ritmo, ele está sempre fazendo pesquisa de local, conhecendo as "tribos" de leitores específicos para lerem as resenhas de temáticas preferidas. Também terá contato com escolas, para fazer boas recomendações sobre livros didáticos e infantis. Tudo isso pode ser remanejado para que desenvolva um projeto comercial altamente lucrativo.
Todas as coordenadas de marketing de venda já fazem parte da vida do blogueiro e ele nem mesmo sabe. Ele sabe onde apresentar a obra em que fez resenha e pra quem pode vender. Ele saberá as comunidades de leitores por onde poderá apresentar a obra a ser vendida e enviada através do link.
Junto com isso, o blogueiro que comenda o portal de venda de livros também sabe desenvolver e divulgar a apresentação biográfica da obra e do autor, além de fazer toda a manutenção e comissionamento no balanço das vendas do lote.

E com tudo evoluindo, pode-se até mostrar o balanço de vendas para uma editora, que pode se interessar em investir no lote mínimo a ser distribuído aos poucos pelas livrarias próximas. É tudo uma questão de disciplina e evolução.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados 

Este é um livro de poemas no qual a poesia de Cristiane Sobral se configura em um convite à vermos como o negro ainda é mal visto, como o racismo ainda é enraizado na estrutura social brasileira.
A autora faz uso de uma afiada ironia para enriquecer seus poemas. Como é o caso de "Fantasia", do qual destaco os seguintes versos:

"Hoje acordei branca
Loira, olhos azuis
Na verdade nem levantei da cama
Porque segundo as estatísticas
As brancas ganham mais
As brancas vivem mais
As brancas vivem"
Nele, ainda podemos observar a diferença entre a mulher negra em relação a mulher branca.

A autora também fala muito sobre "escurecimentos necessários". O que vem a ser escurecimentos necessários? Penso que é nos conscientizarmos  da causa negra. Nós negros, tomarmos consciência de nós mesmo e de nossa história.

Conheci a autora no ano passado, por meio do poema "Não vou mais lavar os pratos", presente no arquivo Geledés. O poema me tocou tanto que fui pesquisar mais sobre a autora e coincidentemente, ela estaria na FlinkSampa, então a conheci pessoalmente.
Na época, o livro "Não vou mais lavar os pratos" estava esgotado, mas está para sair um nova edição.



Uma boa parte de blogueiros (em especial, as mulheres) falam fluentemente inglês, espanhol e até mesmo outros idiomas. Eu já vi situações de blogueiras que leram o livro em inglês e fizeram resenhas muito antes do livro ser traduzido e lançado. É um bom caso de profissional que anda sempre na frente.
O serviço de tradução funciona da mesma forma que um de revisão. O profissional geralmente faz um serviço mais técnico possível, sem se atentar muito com o sentido da obra. Por esse motivo também que muitos textos são revisados depois de traduzidos.
Neste caso de tradução, o blogueiro que traduzirá o livro do português para o inglês, espanhol ou outro idioma, já conhece bem o idioma que estuda, inclusive certas gírias e palavras mais coloquiais para a obra. Isso tornará a linguagem do livro ainda mais especial para o público estrangeiro. O blogueiro muitas vezes conhece mais sobre o texto do que o próprio autor e sendo contratado para um serviço profissional, irá aprimorá-lo de forma inimaginável.

O texto é o principal ingrediente para o autor se apresentar e o mesmo não pode ser adaptado com linguagem arcaica e obsoleta. Confie o serviço de tradução à um blogueiro profissional e compare o desenvolvimento.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados


Esse tipo de serviço é realizado por muitos profissionais das letras, geralmente
também por outros escritores. A questão é que poucos sabem que um blogueiro pode ser um leitor crítico tão bom e até mesmo melhor que outro profissional.
O trabalho funciona na revisão. Mas não fica somente nisso. O copidesque também faz uma leitura com um olhar crítico, raciocinando pela ótica dos personagens e procurando lapidar e adaptar certas palavras, frases e até mesmo textos inteiros de forma que suavize e deixe o livro cada vez mais "digerível". Algo como uma faxina textual, tornando a expressão mais profissional possível.
Neste ponto, o blogueiro tem uma afinidade maior por conta da vasta capacidade de articulação para explicar o entendimento de muitos personagens. Junto com a leitura, ele também faz a pesquisa do conteúdo da obra, sugerindo e palpitando sobre melhoras na apresentação e conteúdo, garantindo a boa fluência e articulação das ideias no livro. Também é revisado a concordância gramatical, adição e/ou redução de conteúdo textual, até a obra ficar mais polida pelo melhor ponto de vista, seja comercial como ambiental.

Você escritor quando pensar em contratar este serviço, pense mais naquele blogueiro profissional que está sempre por perto. Será um serviço especial.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados


Gente, venho comunicar a todos vocês que o blog foi convidado para fazer a cobertura desse evento que acontecerá em Niterói no dia 19 de dezembro, das 10hs às 16hs.


Estarei muito bem acompanhada com a Aline Lucas, do Recicla Leitores; a Francylene Silva, do Mais QI Nerds; a Mari Matelote, do Blog Maravilhosas Descobertas e com a Fernanda Figueiredo, do Blog Livros Minha terapia

Quanto aos autores, estarão presentes Lucinei Campos, com seus livros "Lavínia e a Árvores dos Tempos" e seu segundo livro, recém lançado, "Lavínia e a Magia Proibida"; Yohana Sanfer, autora dos livros "Da Boca para Dentro" e "É de menina, é de menino"; Vinícius Grossos, autor de "Sereia Negra" e "O Garoto Quase Atropelado"; Sérgio Pereira, autor da do livro "Enviada";  Thati Machado, autora de "Ponte de Cristal" e "Com outros olhos"; Clara Savelli, autora de "Mocassins e All Stars"; e Juliane Rodrigues, autora dos livros "Salvos pelo amor" e "O grande tesouro e os pequenos perdidos".

Acessem a página do evento, confirmem presença e convidem os amigos: Feira LAV- Livros e Autores Viajantes.