Este livro é a história de um homem, Pierre Arthens. Mas não um homem comum. Pierre Arthens é um renomado crítico gastronômico, que foi responsável pelo sucesso e pela ruína de muitos restaurantes. Mas agora falta-lhe pouco tempo de vida e a única coisa que almeja é lembar-se de um determinado sabor que lhe marcou. Trabalho difícil para alguém que o que mais fez na vida foi comer. E assim, não só acompanhamos suas lembranças das comidas marcantes, como também ficamos com água na boca. Impossível não ficar.


"Vou morrer e não consigo me lembrar de um sabor que trota em meu coração. Sei que esse sabor é a verdade primeira e última de toda minha vida, que ele detém a chave de um coração que desde então silenciei. Sei que é um sabor de infância ou então de adolescência, uma iguaria original e maravilhosa antes de qualquer vocação crítica, antes de qualquer desejo e qualquer pretensão de expressar meu prazer de comer". -(p.11)

Capítulos pequenos compõem o livro, intercalando a narração de Pierre com a narração das demais personagens que fizeram parte da vida do crítico. Assim, ficamos sabendo que ele foi um pai ausente, um marido infiel, um patrão gentil, um neto dócil, um amante desatento, dentre outras coisas. E com isso, com esse intercalamento de vozes, a autora obtém seu maior êxito: a capacidade de mesclar em um só livro vozes tão distintas e diversas. São quatorze ao todo e em momento algum o livro sai do tom.

Muriel impressiona logo no primeiro livro e agrada mais ainda no segundo, "A Elegância do Ouriço", que quando li, quis que o mundo todo lesse também e até dei de presente para um amigo. Em termos de comparação, me agradou muito mais o segundo, talvez por eu ter lido primeiro. São histórias completamente diferentes, mas há personagens em comum. A linguagem desse é um pouco mais trabalhada enquanto o outro é mais crítico e reflexivo. Os dois foram publicados aqui pela Companhia das Letras, o primeiro em 2009 e o segundo em 2008, sim, em ordem inversa.



Quotes do primeiro livro aqui.

6 Comentários

  1. Oi
    eu achei interessante a premissa do livro
    mais não chamou muito a minha atenção, mais é legal que fala sobre
    comida e pelo menos você gostou.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Ainda não conhecia esse livro. Aliás, estou conhecendo vários livros aqui no blog hehe. Achei o estilo do livro bem diferente e me interessei por ele. Só não vou ler agora porque estou passando por uma restrição alimentar e se ficar lendo sobre comida não vai dar certo hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro e achei a premissa bem diferente. Isso é ótimo. Vez ou outra é bom ler outros estilos.
    Ótima dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Un libro interesante, lo anoto, jejeje. Muy buena reseña :)
    Besos!

    ResponderExcluir
  5. Oiii, tudo bem??? Gostei de conhecer o livro e acho que iria gostar muito dessa narrativa intercalada :)
    Mas como tenho intolerância alimentar e ainda estou de "dieta" ler sobre comida é uma tortura kkkkkkk
    Mas adorei a resenha =D
    Beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. A elegância do ouriço, maravilhoso, tenho vontade de ler novamente, sempre indico,

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Se você for blogueiro, retribuirei a visita assim que possível.