Este livro é narrado em primeira pessoa por Renée, a zeladora de um condomínio de luxo localizado no número 7 da Rue de Grenelle, em Paris.

Alternadamente, também temos uma narração em primeira pessoa feita por Paloma, uma garota de doze anos, dona de uma inteligência muito aguçada e surpreendentemente critica. Ela faz parte de uma das famílias que moram nesse condomínio, mas vive infeliz porque não se identifica com o modo de viver de seus familiares. Então, toma uma decisão: no seu aniversário de treze anos, vai se suicidar e colocar fogo no apartamento em que mora, afim de dar um susto em seus pais. Enquanto seu aniversário não chega, ela vai escrevendo pensamentos profundos para ver se encontra algum motivo para continuar vivendo.

Voltando a Renée, ela é uma zeladora muito culta, que lê Marx e que tem consciência de sua condição social, mas não deixa que isso transpareça para os moradores do condomínio, porque sabe que isso os incomodaria. Ela leva sua farsa adiante, até que um dia, o condomínio recebe um novo morador, o senhor Ozu. Ele é um japonês que tem dois gatos e a partir de sua chegada, as coisas começam a mudar para Renée.

"A Elegância do Ouriço" foi publicado em 2006 e rapidamente se tornou um dos grandes nomes da literatura contemporânea. E com razão! É um grande romance filosófico, desses que nos fazem refletir sobre nossa atuação na vida das pessoas, na sociedade, sobre nossa relação com o tempo, a justiça, a beleza, a arte e principalmente, com o amor.


Eu o peguei na biblioteca, mas é um dos poucos livros que eu faço questão de ter. E não só ter, mas também quero dá-lo de presente para alguns amigos em especial, porque é tão lindo, tão profundo... e eu gostaria que eles sentissem o mesmo que eu.

2 Comentários

  1. Olá Maria,
    Saudades de passar por aqui. Anda tudo meio corrido.
    Você sempre tão culta com esse livros que não vejo em nenhum outro blog. s2 É muito bom conhecê-los.
    Esse em particular me agradou muito.

    http://enquantoestavalendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria! Ano passado me indicaram este livro, porém nunca encontrei em biblioteca ou livraria :/ Provavelmente para poder ler a obra, deverei comprar pela internet... Sua resenha ficou ótima!

    Abraço!
    www.blogopenbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)