Esta HQ se inicia com uma moça batendo na porta de um homem, o senhor Milo, que colocou um anúncio no jornal em busca de moças para passarem as tardes conversando porque ele precisava de ideias para terminar de escrever um livro.
Julia, a moça que se interessou por essa vaga, é uma garçonete. No restaurante em que trabalha, ela tem um colega. Bem calado, bem na dele. Atenção especial para estes tipos.

Um dia o ônibus em que a Julia estava, quebrou e ela não viu outra opção senão pegar uma lotação. E para sua surpresa, quem estava lá dentro? O cara que trabalha com ela no restaurante. Eles foram conversando, ela ficou sabendo que ele fazia parte de uma orquestra e que eles estavam indo tocar em um baile. A convidaram para ir com eles e ela foi. Essa situação em especial, nos deixa uma pequena reflexão, a de que muitas vezes convivemos com uma pessoa todos os dias, mas muitas vezes não sabemos praticamente nada sobre ela.
Enquanto a orquestra estava se apresentando e a Julia estava no meio do baile, eis que ela se depara com o senhor Milo e os dois passam a conversar e ela fica intrigado ao ouvir seu Milo dizer que o colega dela nunca disse nada mas sente algo por ela.

O desfecho não diz exatamente que os dois ficam juntos no final, mas sugere. No final também entendemos a razão do título e vemos que faz muito sentido.

O bom de ler HQs é que a leitura é extremamente rápida e se igualam em conteúdo com os livros, porque mesmo que muitos pensem que não, eles também são completos. HQs são mais visuais, não dependem só da imaginação do leitor.

No final de 2012 foi lançado o curta-metragem e está disponibilizado no Youtube pelo próprio diretor, Almicar Oliveira.
Uma curiosidade: Os autores também participam do curta numa cena bem rápida.
Quanto aos personagens, o senhor Milo foi interpretado pelo também escritor Lourenço Murtarelli, Nataly Cabanas faz o papel de Julia e Jiddu Pinheiro interpreta o garçom.

É fantástico ler o HQ, que é algo bem visual, como já dito e depois assistir ao curta, porque temos a imagem na vida real e não só no desenho e eu fiquei impressionada com o fato do curta ser totalmente fiel ao livro, mesmo tendo o acréscimo de algumas coisas, mas a fidelidade é o que fala mais alto.
Achei que faltou mais articulação do autor que fez o garçom e alguns detalhes como o óculos do senhor Milo, mas nada que comprometa a beleza e a fidelidade.



Fonte: Impulso HQ.

Deixe um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário :)