Geralmente as crônicas são mais voltadas para um pequeno texto com uma narrativa mais temporal e pessoal. Existem vários tipos de crônicas, mas vou focar mais na crônica literária em geral.
Se você tem alguma ideia que não queira estendê-la, talvez  para não perder o foco, o melhor é apresentá-la em forma de crônica. Daí você tem a lição definida e poderá ilustrar com a narrativa (primeira ou terceira pessoa), descrição de ambiente, caracterização de personagens e fechar de forma mais dissertativa.
Se você tiver uma poesia onde o tema for complexo demais, você pode então transformá-la em uma crônica lírica, definindo mais os personagens e usando uma linguagem mais poética e metafórica, ampliando emoções e descrição de sentimentos, usando algumas rimas também.
Com o tema em mente, você já tem o caminho traçado de onde vai explorar. Quanto mais visceral você for, melhor para a sua crônica.
O conto é como  uma crônica, porém é mais conciso, preciso, resumido e somente está no âmbito da ficção. A grande diferença do conto para a crônica é que a crônica pode se ramificar em outros gêneros e linguagens, principalmente dando margem para outros estilos próprios. já no conto ele deve seguir uma linha mais restrita e ser respeitada, expressando emoções, provocando inquietação e causando compreensão do leitor.
No conto a história precisa ser completa e fechada. Na maioria das vezes, o conto está narrado na primeira pessoa, porque apresenta um breve momento, sempre sob a ótica de um personagem, seja ele principal ou não.
Contos são perfeitos para ilustrar palestras e criar linhas de pensamentos e debates.
Os contos são sempre o primeiro caminho de um leitor iniciante. Quando desenvolver sua sinopse, observe se ela será melhor apresentada sob conto ou romance.


Leo Vieira é autor do livro "Alecognição", pela Editora Lexia.
Escritor acadêmico em várias Academias e Associações literárias; ator; professor; Comendador; Delegado Cultural em São Gonçalo e Doutor em Teologia e Literatura.

Um Comentário

  1. Muito interessante saber isso! Dificilmente saio da minha "linha de conforto" que são as crônicas para escrever outros gêneros >.<

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Se você for blogueiro, retribuirei a visita assim que possível.